Sábado, 31 de Maio de 2008

Revista Camarada

 

Revista Camarada, número 21, 7.º ano, II série, 17 de Outubro de 1964.

Ilustração da capa, e banda desenhada, de José Antunes (datas desconhecidas).

 

© Capas & Companhia


publicado por blogdaruanove às 11:57
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 30 de Maio de 2008

Lemmy Caution e os Agentes Duplos

 

Peter Cheyney (Reginald Southouse Cheyney, 1896-1951), Lemmy Caution e os Agentes Duplos (I'll Say She Does!, 1945; presente tradução portuguesa, c. 1967). Volume número 238 da colecção Vampiro.

Capa de Lima de Freitas (1927-1998)

 

© Capas & Companhia 


publicado por blogdaruanove às 22:47
link do post | comentar | favorito
|

Nova, e Verdadeira Relaçam (V)

 

   "Enfim mandando-se no dia quinze que já se contava de marcha alguns Cavalos ligeiros a descobrir o campo pela madrugada, vieram com a fausta notícia de que muito ao longe o viram estar deitado debaixo de uns grandes arvoredos á sombra. Entrou-se logo a pôr todo o Esquadrão em marcha, e principiaram a idear o como temiam ser do Bicho persentidos, e êle logo se ausentasse, estavam confusos no modo milhor e acertado com que o poderiam cercar e juntamente combater sem êle se poder escapar; nestas conferências e alterações estavam inerentes sem acertar no modo menos dificultoso desta Conquista, gastando o tempo sem mais deliberação, quando um afoito e espertíssimo mancebo que no dito esquadrão se achava para o combate, rompeu nestas palavras: Senhores, á força de cercos e multidão de armas, nada felizmente se pode conseguir, certamente andaremos muitos meses por estes matos para uma banda e para outra sem pormos fim a esta empresa como todos desejamos, antes ficará baldada, e depois de tanta canseira e trabalho; nós temos por experiênciao quão veloz é esta Fera, que nem as balas a podem alcançar, e como não espera ao combate, facilmente se erram os tiros, e desaparece sem a podermos descobrir; se a não conquistarmos por ardil, astúcia, ou engano em vão a pertendemos vencer."

 

© Capas & Companhia


publicado por blogdaruanove às 11:00
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 29 de Maio de 2008

Droga Fatal

 

Anthony Berkeley Cox (1893-1971; pseudónimos: Francis Iles, A. Monmouth Platts),  Droga Fatal (Not to be Taken, ou A Puzzle in Poison, 1937; presente tradução portuguesa, c. 1963). Volume número 209 da colecção Vampiro.

Capa de Lima de Freitas (1927-1998).

 

© Capas & Companhia 


publicado por blogdaruanove às 20:46
link do post | comentar | favorito
|

Nova, e Verdadeira Relaçam (IV)

 

    "Como as fatalidades (ainda que cessassem por algum tempo, que escondida vivia a dita fera) se renovavam: mais furiosos e lamentáveis, fazendo-se perlonga aquela infestação e dificultosa a conquista, que alguns julgavam não veriam finda, pela grande fúria e nunca vista ligeireza do tal monstro, cujo passo avançava a distância de dez passos ordinários, escondendo-se nos emaranhados e altos matos sem que o pudessem descobrir, e ali estava escondido muitos dias sem aparecer, atentaram por último irem grandes escoltas de gente armada a andar pelos matos muitos tempos até o encontrarem e combaterem fazendo-lhe valerosamente o cerco e não o largarem sem lhe tirarem aquela vida que a tantso miseráveis tinha sido causa de infaustas e cruelíssimas mortes; para isto se juntaram em esquadrões duzentos homens, em que ia uma companhia do Regimento de Cavalaria de Chaves, cujo socôrro tinham implorado bem montada e apetrechada, os mais Paisanos, Lavradores, e outros mancebos de rara afoiteza e conhecido valor, em cuja companhia foi um mancebo qu consigo levou um menino de seis até sete anos, e com a necessária condução de mantimentos e bastantes cargas marcharam todos bem montados, e guarnecidos de armas com bastante munição, para o sítio donde era costume sair a fera a fazer as suas costumadas e estragadas prezas; dois dias tinham caminhado por matos e serras, quando no terceiro pela manhã o avistaram ao longe, e prosseguindo para lá a sua marchaquerendo cercá-lo, êle desapareceu e não o puderam ver mais em onze dias, que por aquelas brenhas andaram já quasi exanimados de poderem conseguir a prometida empresa."

 

© Capas & Companhia


publicado por blogdaruanove às 11:00
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Maio de 2008

O Cruzeiro Fatídico

 

Anthony Berkeley Cox (1893-1971; pseudónimos: Francis Iles, A. Monmouth Platts),  O Cruzeiro Fatídico (Panic Party, ou Mr. Pidgeon's Island, 1934; presente tradução portuguesa, c. 1965). Volume número 219 da colecção Vampiro.

Capa de Lima de Freitas (1927-1998).

 

© Capas & Companhia 


publicado por blogdaruanove às 22:39
link do post | comentar | favorito
|

Nova, e Verdadeira Relaçam (III)

 

   "Estes vexames e apreensões sentiam aflitos aqueles Provincianos, e não podendo tolerar tão sensível dano nas suas visinhanças, cheios de ira e revestidos de um brioso furor, procuraram á força de armas rebater os bravos e arrogantes ímpetos daquela cruelíssima fera, castigando os seus insultos e crueldades com a tirana morte, que esperavam sem dúvida dar-lhe, vista a grande e bem guarnecida escolta de gente armada para esta famosa emprêsa convocada, a qual fazendo-lhe um forte cêrco com repetidas cargas de bala, e quartos, que lhe atirassem ficaria prostrada a soberba daquele monstro, e elas cingiriam triunfantes o louros na frente, cantando felizmente a vitória; mas não só uma vez senão muitas se frustrou esta custosa diligência e de nada valeu êste estrondoso aparato sem se poder alcansar a prêsa; porque o furioso Bicho persentindo multidão, ou Tropa armada, e não querendo disputar a vitória, antes bruto indómito, desesperada e atrevidamente se arrojava a romper pelo cêrco, sem que nada o embaraçasse, e como todos se desviavam atirando-lhe de longe, nunca era infestado do rigor das balas, e assim com extraordinaria ligeireza desaparecida aos olhos de seus contrários combatentes, deixando-os desgostosos e burlados, os quais com êstes sentimentos se recolhiam ás suas casas, sem conseguirem a triunfante glória a que aspiravam intrépidos e zelosos, não tanto da própria honra como do bem daqueles aflitos Povos, desejando inda a seu risco deixá-los seguros, livres os passageiros, menos ociosos os rústicos, e pastoreados os gados."

 

© Capas & Companhia


publicado por blogdaruanove às 11:00
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 27 de Maio de 2008

O Mistério dos Bombons Envenenados

 

Anthony Berkeley Cox (1893-1971; pseudónimos: Francis Iles, A. Monmouth Platts),  O Mistério dos Bombons Envenenados (The Poisoned Chocolates Case, 1929; presente tradução portuguesa, c. 1962). Volume número 185 da colecção Vampiro.

Capa de Lima de Freitas (1927-1998).

 

© Capas & Companhia 


publicado por blogdaruanove às 23:02
link do post | comentar | favorito
|

Nova, e Verdadeira Relaçam (II)

 

   "Bem notórios eram já a esta Côrte, e Povo Lisbonense os formidáveis e horrorosos estragos que nas circunvisinhanças da Vila de Chaves multiplicava aquele aparecido, e espantoso monstro, e terrivel Bicho, lamentando os seus moradores, que muitas vezes em os campos encontravam os fragmentos dos despojos da sua ferocidade; numerosas foram as vítimas desta, principalmente meninos, e mulheres; de cem presas, dizem, há-de passar a  destruição cuja se fez tão deploravel que trespassando-se os corações ternos dos Pais, Parentes, e Amigos de viva dor, banhados em lágrimas não faziam mais que clamar à vista dos compassivos e funestos espectáculos a toda a hora vistos por aquelas terras, pelo temor e espanto quasi solitárias e inabitáveis: Nos povos não se ouvia mais que clamor, e alarido; nos caminhos só se percebia medo e se reconhecia discómodo: nos Pastores ociosidade, e espanto, nos gados fome, e em fim os Lavradores depunham o inútil e já ferrugento arado, viam-se os Campos estéreis e tudo eram perdas, desgraças e perturbações."

 

© Capas & Companhia


publicado por blogdaruanove às 11:00
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Maio de 2008

Bahama Negra

 

Peter Cheyney (Reginald Southouse Cheyney, 1896-1951), Bahama Negra  (Dark Bahama, 1950; presente tradução portuguesa, c. 1963). Volume número 187 da colecção Vampiro.

Capa de Lima de Freitas (1927-1998).

 

© Capas & Companhia 


publicado por blogdaruanove às 22:29
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.posts recentes

. Belo Zebu

. Jacto

. Jornal do Cuto

. O Tico

. O Grilo

. Pânico no Júri

. O Negro Assassino

. Selecções

. Mundo de Aventuras

. 5 x Infinito

.arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

.Visitas

blogs SAPO

.subscrever feeds